Dennis Rodman

 

Dennis Keith Rodman (Worm)
Posição: Ala
Altura: 2,02 m
Nascido em: 13/05/1961, Tretnon, NJ.
Universidade: Oklahoma State
Draftado em: 1986; Round: 2; Equipe: Detroit Pistons

Escolhido pelo Detroit Pistons em 1986, Rodman fez parte do time dos Bad Boys, que ficaria famoso por jogar duro contra os adversários e focado na defesa. Dessa maneira, o estilo de Dennis casaria perfeitamente com a equipe que já contava com Joe Dumars, Isiah Thomas, Bill Laimbeer entre outros. Mesmo com uma excelente marcação sobre Larry Bird nos playoffs de 1987, os Pistons cairíam diante do Boston Celtics.

Nas temporadas seguintes, seu potencial crescia ainda mais. Em 1989 foi nomeado o melhor jogador de defesa da liga, quando seu time eliminou a então jovem equipe do Chicago Bulls nas finais da Conferência Leste, antes de serem campeões. Tudo se repetiu da temporada 1989-1990: o prêmio de melhor defensor, a vitória sobre Chicago e o título da NBA.

A partir daí, Rodman começava a crescer assustadoramente em um fundamento que seria sua principal marca: os rebotes. Chegou a atingir a casa dos 18 rebotes por jogo na temporada 1991-1992 (primeiro dos sete anos consecutivos em que ele seria imbatível no quesito).

Após mais uma temporada com o Pistons, o time se desfez e Rodman ficou sozinho. Certa noite do mês de abril de 1993, Dennis tinha a intensão de se suicidar em frente o “Palace of Auburn Hills”, mas, felizmente, não morreu. Foi encontrado no outro dia com uma arma no carro. Seu ciclo na cidade de Detroit tinha chegado ao fim. Assim entaõ, chegou na temporada 1993-1994 ao San Antonio Spurs para formar uma forte dupla de garrafão com o “almirante” David Robinson. Após duas temporadas, foi trocado novamente. Saiu de lá dizendo que não estava acostumado com o ódio de tantas pessoas.

Sob desconfiança de parte da torcida, chegou ao Bulls. Por sua vez, a equipe de Chicago mandou Will Perdue para o Texas. Antes de sua contratação, passou pela “aprovação” de Michael Jordan e Scottie Pippen. Escolheu a camisa 91 (9+1=10) pois não podia usar a 10, camisa que vestia desde os tempos de universidade e que havia sido retirada em Chicago. A química com o Bulls funcionou, e a equipe de 1995-1996 do Bulls entraria para a história como a melhor campanha de todos os tempos da NBA (72 vitórias e 10 derrotas). Alcançou o tri-campeonato com o Bulls entre os anos de 96 e 98.

Com o desmanche da equipe após o sexto título da franquia, pensou em parar. Contudo, tentou jogar a temporada seguinte pelos Los Angeles Lakers e foi dispensado em dois meses. Depois disso, ainda ficou menos de um mês no Dallas Mavericks no ano 2000.

A trajetória de um dos nomes mais famosos do basquete atual teve um fim sem despedida.

Alguns de seus feitos na carreira:

  • 5 vezes Campeão da NBA – 1989 e 1990 (Detroit Pistons) e 1996, 1997 e 1998 (Chicago Bulls);
  • 2 vezes All Star – 1990 e 1992;
  • 2 vezes melhor jogador de defesa da temporada – 1990 e 1991;
  • 7 vezes All-Defensive First Team – 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1995 e 1996;
  • 7 vezes o maior reboteiro da NBA – 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997 e 1998;
  • Maior percentual de arremessos de quadra da NBA – 1989

Carreira:
Com o Chicago Bulls (dos 35 aos 37 anos):

Ano

Jogos

PPG

FG%

3P%

FT%

RPG

APG

SPG

BPG

TO

1995-96

64

5,5

48,0

11,1

52,8

14,9

2,5

0,6

0,4

2,2

1996-97

55

5,7

44,8

26,3

56,8

16,1

3,1

0,6

0,3

2,0

1997-98

80

4,7

43,1

17,4

55,0

15,0

2,9

0,6

0,2

1,8

LEGENDAPPG= pontos por jogo, FGP= % dos arremessos de quadra, FTP= % dos lances livres, 3PP= % dos arremessos de 3, RPG= rebotes por jogo, APG= assistências por jogo, SPG= roubadas por jogo, BPG= tocos por jogo, TO= turnovers por jogo

Anúncios