Johnny “Red” Kerr

Nascido no dia 17 de Julho de 1932 em Chicago, Illinois, Johnny G. Kerr dedicou quase todos os anos de sua vida ao basquete, embora, na infância, fosse apaixonado por futebol.

Depois de jogar pela Universidade de Illinois, ingressou na NBA em 1954 como sexta escolha do Draft. Na sua temporada de estréia na liga, foi campeão, defendendo o Syracuse Nationals, equipe que o recrutou.

redkerr15

No total, foram 12 temporadas como jogador, atuando por Syracuse, Philadelphia e Baltimore. Foi três vezes selecionado para o All-Star Game (1956, 1959 e 1963). Apresenta médias na carreira de 13.8 pontos, 11.2 rebotes e 2.2 assistências nas 905 partidas que disputou. Tem a incrível marca de ter participado de 844 jogos consecutivos. Seu recorde foi quebrado apenas em 1983, por Randy Smith. Está no seleto grupo de jogadores na história da NBA que têm mais de 10 mil pontos e mais de 10 mil rebotes durante a carreira. Mas foi depois de se aposentar que Kerr finalmente se apegou à uma equipe de maneira bastante significativa.

Em 1966, o Chicago Bulls nascia para a NBA. Johnny foi o primeiro técnico da história da franquia e conseguiu levar o time, logo no seu primeiro ano de vida, aos playoffs. Tal feito, nunca mais conseguido por nenhum outro treinador, rendeu-lhe o prêmio de melhor técnico da temporada.

redkerr89

“Uma das maiores emoções da minha vida é ter vindo para a cidade que eu amo em 1966 e ter dirigido o Bulls. Foi algo realmente especial pra mim.”

Após mais um ano no comando da equipe, Kerr largou o cargo. Depois de treinar o Suns, voltou para o Bulls, mas, desta vez, em outra função: ficou dois anos como Executivo de Negócios da franquia.

Após dois anos no cargo, começou a trabalhar como comentarista nas transmissões locais das partidas do Bulls. Foi quando se apaixonou de vez pelos touros. Kerr ficou mais de 30 anos acompanhando as partidas do time. Viu de perto todos os momentos históricos da equipe. No total, participou, de algum jeito, de 35 das 43 temporadas do Chicago Bulls na NBA.

redkerr84

“Eu ganhei mais dinheiro falando de basquete do que jogando.”

Jerry Reinsdorf, proprietário da franquia, classifica Johnny Kerr como um “ícone” do time. Sendo assim, foi planejada uma homenagem à “Red” em alguma partida da equipe no ano de 2009. Um embate contra o Detroit Pistons, no dia 10 de Fevereiro, foi escolhido para a celebração.

“É uma maneira de agradecermos a ele por ter colaborado tanto com a gente nas últimas décadas. Estamos contentes em podermos demonstrar a John, na frente de mais de 20 mil torcedores, o quanto o amamos,” disse Reinsdorf.

Ao ficar sabendo que seria homenageado, Kerr demonstrou muita felicidade: “Depois da minha mulher e da minha família, o Chicago Bulls é o grande amor da minha vida”.

10 de Fevereiro de 2009 – “A homengaem definitiva”

redkerr1_090210

Foi uma noite especial no United Center, toda dedicada à carreira de Johnny “Red” Kerr, um dos maiores ícones da história do Bulls e, certamente, uma das pessoas que mais fizeram pela franquia. Durante o intervalo, o telão mostrava flashes que celebravam vários momentos da vida de Kerr, que foi o primeiro técnico da equipe, assim que o Bulls entrou para a NBA, em 1966. Depois, consolidou-se como um dos grandes analistas de basquete, graças aos mais de 30 anos de trabalho em transmissões de partidas do Bulls.

Em homenagem ao seu apelido (Red), o time atuou com o seu uniforme vermelho de visitante. No intervalo, o ginásio parou para assisti-lo ser homenageado. Michael Jordan, Scottie Pippen, Bob Love, Jerry Colangelo e muitas outras personalidades, que incluiu até mesmo o presidente Barack Obama, estiveram entre aqueles que participaram da cerimônia.

“Assim como milhões de outros torcedores, eu sinto que conheço John. Passei tanto tempo ouvindo ele torcer pelo Bulls, noite após noite. É uma pessoa que tem a mesma paixão pelo jogo que tinha há seis décadas atrás,” disse Obama, que gravou seu discurso em um vídeo que foi exibido no ginásio.

Michael Jordan conseguiu expressar muito bem a sua admiração por Kerr: “Alguns consideram que o símbolo dessa franquia sou eu, outros dizem que é Scottie Pippen ou Jerry Sloan. Para mim, é Johnny quem melhor representa o  basquete do Bulls”.

“É o dia mais feliz da minha vida,” declarou Kerr, que, debilitado por conta da dura batalha que vem travando contra o câncer de próstata, está de cadeira de rodas.

Veja aqui a homenagem realizada no intervalo do jogo em que o Bulls venceu o Detroit Pistons por 107 a 102.

Fotos da cerimônia do dia 10/02/2009:

Johnny "Red" Kerr receives the Basketball Hall of Fame award from Jerry Colangelo.

Jerry Colangelo compareceu para entregar um presente a Kerr.

A bust of Johnny "Red" Kerr is unveiled during a halftime tribute.

As ”luvabulls” mostraram a estátua que imortalizará uma das maiores figuras da história do Bulls.

Michael Jordan slaps talcum powder on Johnny "Red" Kerr, reminiscent of what Jordan did as a player with Kerr behind the scorer's table as an announcer.

Michael Jordan fez questão de cumprimentá-lo.

President Barack Obama delivers a televised message.

E até o presidente Barack Obama, natural de Chicago, participou da homenagem, através de uma gravação.

redkerr2_090210

Seu nome foi gravado no piso do United Center para a partida contra o Pistons, na noite do dia 10/02.

Anúncios