(27-22) Chicago Bulls 110 x 115 Denver Nuggets (20-31)

Placar (Pós-Jogo)

Em noite que deu tudo errado, Bulls perde para o Denver Nuggets e torce para a lesão de Jimmy Butler não ser grave.

Boxscore

 

Resumo
Ontem foi uma daquelas partidas que o torcedor não vai querer lembrar. Em quadra, Chicago chegou a abrir 18 pontos contra os Nuggets e mesmo com uma atuação monstruosa de Derrick Rose (sem Butler no segundo tempo inteiro e Gasol fora), não segurou a vantagem (escrita do Bulls essa temporada) e perdeu para Denver (levando mais de 40 pontos no último quarto).

O que mais preocupa a equipe nesse momento é a situação de Jimmy Butler. O ala-armador, que voltava depois de ficar fora contra Sacramento por conta de uma tendinite no joelho, sofreu uma pancada no local quando arriscava uma bandeja contra Joffrey Lauvergne e levou a pior. Saiu de cadeira de rodas junto com os médicos dos Bulls. O raio-x deu negativo, mas JB passará por uma ressonância magnética para saber a gravidade da lesão.

Destaques

Chicago Bulls

  • Derrick Rose: 30 pts, 9 reb, 8 ast;
  • Jimmy Butler: 19 pts, 5 ast, 2 stl;
  • Taj Gibson: 18 pts, 7 reb, 3 blk;
  • Doug McDermott: 15 pts.

Denver Nuggets

  • Danilo Gallinari: 33 pts (18-18 ft);
  • Emmanuel Mudiay: 22 pts, 5 ast, 2 stl, 2 blk;
  • Will Barton: 18 pts, 5 reb;
  • Nikola Jokic: 14 pts, 12 reb, fouled out;
  • Kenneth Faried: 11 pts, 11 reb.

Próximo Jogo: @ T-Wolves – 06/02, às 23:00.

Anúncios

18 comentários em “(27-22) Chicago Bulls 110 x 115 Denver Nuggets (20-31)

Adicione o seu

  1. Bucks está querendo trocar o Greg Monroe para entrar de vez em modo tank já que o time não acorda para a vida.

    Eu acho que seria uma oportunidade sensacional para o Bulls renovar o garrafão com um jovem talento. É só mandar o Noah que tem um expirante que cai como uma luva para o Bucks, e as picks desse ano incluindo a do Kings. Todos saem ganhando.

      1. Essa regra da NBA é burlada todos os anos. O cara volta “oficialmente” mas ainda machucado só para ser trocado. Só casos graves onde o cara fica fora pelo resto da temporada que não dá.

  2. Levar 42 pontos em qualquer quarto é grave, mas no último quarto é o triplo de incompetência, pois é no último quarto onde supostamente as defesas apertam a marcação. A nossa defesa é uma avenida, e os jogadores estão perdidos por estarem sendo comandados por um líder que também está perdido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑