(14-4) San Antonio Spurs 89 x 92 Chicago Bulls (10-5)

Placar (Pós-Jogo).jpg

Na base da raça, Bulls derrota San Antonio Spurs, quebra sequência positiva do adversário e mantêm grande campanha jogando em casa.

Boxscore

 

Resumo
Quem assistiu a partida entre Chicago Bulls e San Antonio Spurs na noite de ontem, não se decepcionou com o que viu. Muita disposição de ambos os lados em uma partida dura, mas sem deslealdade.

Desfalcado de dois armadores (Kirk e Brooks), além de não poder contra com Mike Dunleavy pelas próximas duas semanas, o time da casa jogou para superar suas dificuldades e contra a defesa mais poderosa da liga até o momento.

Chicago manteve o roteiro dos grandes jogos e bateu mais um candidato ao título do campeonato, com grandes atuações de Pau Gasol (mais uma vez pontuando, pegando rebote e com tocos cruciais), Joakim Noah (vindo muito bem do banco), Doug McDermott (importante na arrancada do segundo quarto, impedindo uma desgarrada do time texano) e Tony Snell (muito bem nos chutes de quadra). A vitória foi a sexta em sete partidas jogando em casa em 2015-16, e de quebra, encerrou uma sequência de cinco partidas vitoriosas de San Antonio.

Resta saber se essa regularidade será mantida ao decorrer da temporada, que é longa e desgastante. Vale o ressalvo: Bulls bateu Oklahoma City Thunder e perdeu para o Minnesota Timberwolves na partida seguinte. E teremos uma situação parecida (esperamos com um final diferente) após bater um contender, já que o adversário seguinte é o remodelado Denver Nuggets, no United Center.

Destaques

San Antonio Spurs

  • Kawhi Leonard: 25 pts, 8 reb, 2 stl;
  • LaMarcus Aldridge: 21 pts, 12 reb;
  • Tony Parker: 13 pts, 9 ast;
  • Tim Duncan: 12 reb.

Chicago Bulls

  • Pau Gasol: 18 pts, 13 pts, 4 ast, 3 blk;
  • Jimmy Butler: 14 pts (5-9 fg), 2 blk, 5 to;
  • Doug McDermott: 12 pts;
  • Tony Snell: 11 pts (3-3 3pt), 6 reb;
  • Joakim Noah: 8 pts (4-6 fg), 11 reb, 7 ast.

Próximo Jogo: vs. Nuggets – 02/12, às 23:00.

Anúncios

31 comentários em “(14-4) San Antonio Spurs 89 x 92 Chicago Bulls (10-5)

Adicione o seu

  1. O time titular do Bulls até que consegue bater de frente, mas quando os reservas começam a entrar fica complicado, a diferença de banco é brutal e nosso banco nem está completo.

  2. Ter atingido o limite de faltas faltando 5 minutos para terminar o quarto dificultou demais para o Bulls, incrivelmente ainda terminamos na frente. Essa batalha de Rose e Parker nesse final foi sensacional, nostalgia pura.

  3. CHUPAAAAAAAAAAAAA JUIZADAAAAAAA!!

    Tentaram dar a vitória para o Spurs mas não deu dessa vez.

    Time todo de parabéns hoje. Eu estava sentindo falta dessas vitórias na raça.

  4. O narrador de Utah chamando o Warriors de “World Champions”. Pior que isso é cultural, até os próprios times se apresentam como campeões mundiais.

    Eu já deveria ter me acostumado com isso pois desde que comecei a acompanhar NBA esse tipo de atitude existe, mas não consigo me acostumar e eu fico puto cada vez que escuto essa arrogância. Tipo, que se lasque o resto do mundo, bem jeitinho Estados Unidos de ser.

    1. Verdade. Eles são assim mesmo. E no basquete parece que isso fica mais evidente. Talvez pela supremacia americana no esporte… Quase como se não existisse basquete no resto do mundo. Por essas e outras, a conquista da medalha de ouro na Grécia pela Argentina é um feito histórico que dificilmente se repetirá…

  5. galeraaaa, por favor me dá uma resumo dos jogadores do Bulls, pois estou no interior do Ceará e naum consigo acompanhar os jogos….. internet péssimna…… Sempre acompanho o bullsbrasil….. os comentários de vcs….. LOVELESS……. me faz um resumo por favor…….. e a galera tb….. obrigado galeraaaaaaa…… GOOOO BULLSSSSSSSSSSSS

    1. Fala Emerson. Sobre nossos jogadores: Kirk (dores no quadril), Brooks (panturilha) e Dunleavy (cirurgia nas costas) estão fora de combate. Jimmy Butler está com dores no calcanhar desde o jogo contra Indiana na sexta, mas continua contribuindo muito. Gasol vem melhorando a cada jogo. Miro começou bem, depois caiu de produção, e vai encontrando aos poucos sua maneira de jogar. Rose tem alternado boas e más jornadas. Tony Snell tem destoado dos demais titulares e o banco (Moore, Noah, Gibson e McDermott) tem correspondido as expectativas. A única dúvida é o Portis, que poderia ter tempo de quadra para mostrar seu jogo (foi muito bem na Summer League e na Pré-temporada) e só é utilizado em garbage time.

      Abs, Emerson.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑