Fastbreak – 21/04/2015

coachbud-pressrelease

Confira o que de melhor aconteceu em mais um dia de playoffs, com destaque para o prêmio de melhor técnico do ano.

Mike Budenholzer (foto) foi escolhido o técnico do ano da NBA em 2015. O treinador, em seu segundo ano de experiência, fez do Atlanta Hawks o oitavo do leste no ano passado (e chegou a liderar também) para o melhor ano da franquia da Georgia, quebrando o recorde de vitórias (60), com destaque para o mês de janeiro, onde o time ficou invicto durante todo esse período, vencendo 19 jogos (melhor marca da história dos Hawks). Isso chamou a atenção da liga, tanto que a equipe foi eleita o melhor “jogador” do mês de janeiro, por jogar no coletivo sem grandes estrelas, graças aos ensinamentos de Gregg Poppovich, de quem foi assistente nos Spurs. E nas suas mãos, pela primeira vez tivemos quatro jogadores de um time no All-Star Game: Jeff Teague, Paul Millsap, Kyle Korver e Al Horford.

Steve Kerr (Warriors), Jason Kidd (Bucks) e Brad Stevens (Celtics) fecham os quatro primeiros colocados. Tom Thibodeau, dos Bulls, foi o sétimo.

Jogos da Rodada

(0-2) Boston Celtics 91 x 99 Cleveland Cavaliers (2-0)

Cavaliers-Celtics pós-jogo

Outra partida apertada para os Cavaliers. LeBron e Irving não tiveram vida fácil nessa noite contra o organizado Celtics. Uma das armas de Cleveland, a bola de três, não deu conta do recado (7-29) e se não fosse pelos 30 pontos de James, o time poderia se complicar com a série indo para o TD Garden.

(2-0) Washington Wizards 117 x 106 Toronto Raptors (0-2)

Raptors-Wizards pós-jogo

Mais uma vez os Wizards vencem no Canadá e dão um grande passo para as semifinais do leste. Se no jogo passado foi Pierce que desequilibrou, hoje foram os jovens valores do time da capital: John Wall e Bradley Beal. O armador de Toronto, Kyle Lowry (6 pts, 3-10 fg), mais uma vez foi abaixo do que vimos na temporada regular e acabou saindo no quarto final, por lesão.

(0-2) Dallas Mavericks 99 x 111 Houston Rockets (2-0)

Rockets-Mavericks (pós-jogo)

 

Se o jogo 1 foi emocionante, o jogo 2 foi de tirar o fôlego. O confronto teve desentendimentos (Rondo e Harden e Chandler com Howard) o que deixou mais pegado. Em quadra, a combinação Smith-Howard deu química, com uma ponte aérea atrás da outra. O camisa 12 jogou o que conhecemos em Orlando, dominante nas duas pontas. O resultado põe Houston em boa vantagem para os jogos em Dallas.

Anúncios

3 comentários em “Fastbreak – 21/04/2015

Adicione o seu

  1. O Hawks está bem demais, é impressionante como o time joga em conjunto, mas esse prêmio de melhor técnico era do Kerr, não me conformo com isso.

  2. Deu agora pouco no Sportcenter que o Scott Brooks foi demitido do OKC. Caso o Bulls não entre em um acordo com o Thibs eu acho que tem perigo dele ir pra lá hein..ai o time dos caras vai ficar fodástico.

  3. Na boa, tem que parar com esse negócio de classificar oito de cada conferência, isso é ridiculo. Equipes boas ficam de fora para dar lugar a tranqueiras como Celtics, Nets, Bucks e etc.

    E o número de jogos da temporada regular é absurdamente alto, se ainda levasse o ano todo para cumprir a tabela tudo bem, mas os jogadores precisam jogar 82 jogos em menos de 6 meses, sem contar playoffs.

    Seria mais coerente fazer um “pontos corridos” sem separar as equipes por conferências e divisões para evitar equipes fracas de avançar. Todos contra todos, um jogo em casa e um jogo fora, e os 16 primeiros se classificam para os playoffs (o certo seriam os oito primeiros, mas para manter o negócio rentável classifique os 16 primeiros). As partidas seriam o primeiro contra o décimo sexto, o segundo contra o décimo quinto e por aí vai. E sete partidas também é muita coisa. O Cavs por exemplo irá atropelar o Celtics, não tem sentido fazer os caras jogarem quatro jogos contra essa equipe. O correto seria melhor de cinco partidas, ou até mesmo de três partidas.

    Eliminar as conferências e divisões mostraria a realidade das equipes. Jamais que equipes como Raptors, Wizards, Cavs e etc, teriam a campanha que fizeram se não jogassem quatro vezes contra Knicks, Magic, 76ers.. é uma piada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑