(49-32) Chicago Bulls 113 x 86 Brooklyn Nets (37-44)

placar com números - pós jogo

Bulls não tomam conhecimento do adversário, atropelam os Nets na Black House e garantem mando de quadra na primeira rodada dos playoffs.

Boxscore

Resumo
O jogo foi bem diferente do que se imaginaria em Nova York. Chicago, já classificado, jogava pela vitória para se manter na briga pelo terceiro lugar e com um desfalque de última hora (Joakim Noah, com uma tendinite no joelho esquerdo). Brooklyn precisava da vitória para não depender de outros resultados durante essa semana para ficar com a última vaga nos playoffs. A bola subiu e quem parecia que brigava por vaga na pós-temporada eram os Bulls, que dominaram os Nets em uma das melhores atuações do time na temporada, em todos os cantos da quadra, com destaque para o “calouro” Nikola Mirotic, vindo do banco.

A vitória aumenta a confiança de Chicago, que precisa secar novamente Toronto (que enfrenta Boston na terça) para depender só de si na última rodada da fase regular e ficar com o terceiro lugar no leste. Os nova-iorquinos também precisam contar com tropeços de seus oponentes, pois com a vitória do Heat sobre Orlando e os Pacers, que jogam amanhã contra os Wizards, Brooklyn está fora da zona de classificação. Nos critérios de desempate, os Nets levam vantagem sobre Indiana (2-1 no confronto direto) mas perdem para Miami (foram varridos na série).

Gasol: pivô espanhol consegue mais uma marca importante em sua carreira na NBA: alcançar a marca de 18.000 pontos.

Quinteto: muito se fala do quinteto titular e como ele é difícil de ser batido. O que poucos sabem é que quando a formação inicial é Rose, Butler, Dunleavy, Gibson e Gasol, Chicago venceu 4 das 5 partidas que fez.

Dominante: nessa temporada, contra times da divisão atlântico (Knicks, Raptors, Nets, 76ers e Celtics), foram 18 jogos e 16 vitórias dos Bulls contra essas equipes.

Destaques

Chicago Bulls

  • Nikola Mirotic: 26 pts (6-11 3pt), 2 reb, 3 stl;
  • Pau Gasol: 22 pts, 11 reb, 4 ast, 2 blk;
  • Jimmy Butler: 17 pts (7-10 fg), 6 reb, 2 ast, 1 stl, 1 blk;
  • Taj Gibson: 15 pts, 9 reb, 1 ast, 4 blk;
  • Derrick Rose: 13 pts, 3 reb, 7 ast, 1 stl.

Brooklyn Nets

  • Bojan Bogdanovic: 17 pts, 1 reb, 2 ast;
  • Jarrett Jack: 15 pts, 1 reb, 2 ast.

Próximo jogo: vs. Hawks – 15/04, às 21:00.

Anúncios

26 comentários em “(49-32) Chicago Bulls 113 x 86 Brooklyn Nets (37-44)

Adicione o seu

  1. É impressionante, mas a atitude do Rose está diferente.. ele parece estar muito confiante, sem medo do enfrentamento… com a bola na mão, está impetuoso, partindo pra cima e ou definindo, ou passando pra um companheiro livre… defendendo, está atuante e impedindo os screens…
    A retirada do menisco deve ter livrado-o totalmente das dores, e agora parece outro atleta.
    Pelo visto, o “beijo da morte” será nos adversários…

    1. Pois é, pela versatilidade que você citou defensiva e ofensiva, não tem como deixar ele sair de Chicago, mesmo gostando e tendo Noah como um dos atletas mas identificados que vi vestindo a camisa do Bulls, acho que esta chegando o momento de abrirmos mão dele, perdeu um pouco da consistência defensiva e nunca acrescentou muito ofensivamente, quem sabe um contrato nos moldes de Gasol seria uma boa alternativa pra ele continuar na franquia, se tem algum jogador que toparia uma redução pra continuar seria ele…

  2. Só a mumia joaqueen que só serve pra errar bandeja embaixo da tabela ficar fora que o time faz a melhor partida em muito tempo. Óbvio que não é coicidencia. Até porque sem esse cone o mirotic volta pra sua posição de origem na segunda unidade, e a melhor parte é que ainda joga mais tempo. Taj nao é um primor ofensivo mas é muito melhor que o o Noah, e defensivamente está melhor que o noah dessa temporada, tambem. Pros playoffs talvez seja o momento de alterar esse time. O que eu duvido, mas seria benefico

  3. A probabilidade é grande de ficarmos na 4ª colocação, acredito em confrontos muito disputados com Wizards, mas vejo Bulls com um banco mais qualificado o que da mais possibilidades ao longo das partidas, seguindo nessa ótica pegamos Hawks na semi, então o jogo de quarta tem esse ingrediente a mais, claro que não com a intensidade de um game de playoff, vale lembrar que foram 2 derrotas contra eles, então é hora de vermos se o rendimento já é o suficiente pra encararmos qualquer equipe nos playoffs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑