(47-32) Chicago Bulls 89 x 78 Miami Heat (35-44)

placar com números - pós jogo

Épico! Bulls é massacrado no segundo quarto e consegue reviravolta impressionante para bater o Miami Heat na Florida.

Boxscore

Resumo
Sem Butler, com dores na panturrilha direita, Chicago fez um primeiro quarto parelho contra Miami, que tinha que vencer de qualquer maneira para seguir com chances de classificação nos playoffs. No segundo quarto, o time jogou muito mal, acertando apenas 3 chutes de quadra (todos de Taj Gibson) e viu o Heat disparar na frente, terminando o primeiro tempo com 19 pontos de vantagem. Na volta do intervalo, os Bulls não tinham outra escolha a não ser defender muito e jogar simples no ataque e apagar a mã impressão deixada nos últimos jogos. A tática deu certo, Miami errou os primeiros 12 chutes de quadra e Chicago encostou no placar, com a mão calibrada de Mike Dunleavy. A virada foi em questão de tempo, e o time da Florida entrou em colapso, pois não passava da defesa dos Bulls. Para vocês terem uma noção, eles só foram marcar seu 10º ponto do segundo tempo no quarto final e nisso, os visitantes já tinham o controle da partida e venceram de forma magistral o Heat, que depende de um milagre para se classificar.

Snell: durante o terceiro quarto, após uma tentativa de bandeja, Tony Snell caiu e torceu o tornozelo. O jogador não sentiu e jogou até o final. Ele deve ser melhor avaliado na volta a Chicago.

Subiu: os Bulls voltam ao terceiro lugar com a vitória, porém, devem secar Toronto, que viaja a Florida amanhã para enfrentar o Magic.

Sucumbiu: Miami quebrou um recorde negativo de sua franquia: a de menor pontuação em um quarto (8) em sua história.

Rose: armador jogou novamente por 20 minutos e não comprometeu. Foram 12 pontos, divididos em mid-ranges e infiltrações, com menos chutes de três pontos (0-3 3pt) afobados.

Destaques

Chicago Bulls

  • Pau Gasol: 16 pts, 15 reb, 1 ast, 1 stl;
  • Taj Gibson: 14 pts, 12 reb, 2 ast, 1 blk;
  • Aaron Brooks: 14 pts, 1 reb, 3 ast, 1 stl;
  • Mike Dunleavy: 12 pts, 5 reb, 2 ast, 4 stl.

Miami Heat

  • Hassan Whiteside: 19 pts, 16 reb, 1 blk;
  • Goran Dragic: 15 pts, 2 reb, 1 ast, 1 blk;
  • Michael Beasley: 13 pts (3-4 3pt), 2 reb, 1 ast, 1 blk.

Próximo jogo: vs. 76ers – 11/04, às 21:00.

Anúncios

45 comentários em “(47-32) Chicago Bulls 89 x 78 Miami Heat (35-44)

Adicione o seu

  1. Miami lutando pela última vaga nos playoffs,jogo muito difícil .Mas Rose pode ser aquele líder que está faltando para o Bulls fechar as vantagens que consegue em jogos fora de casa.

    1. Bulls nunca consegue entrar com time completo. Cada jogo tem um machucado. A defesa está jogando mal demais hj.E Tony Snell parece que tem medo de finalizar, vai pra cesta mas passa a bola.Com essa bola não dá pra ser titular nunca.

  2. Osso levar 33 a 12 num quarto desse time do Miami..principalmente por ter sido destruído por um jogador nota 5 como Beasley. Ainda acho que a formação Noah, Gibson e Niko é horrorosa e não pode continuar acontecendo com tanta frequência. Niko estava jogando em nível de futuro all star na 4, pois era um diferencial no 1 x 1 com defensores mais lentos que ele..na 3 ele é um jogador normal. POR FAVOR acorda Thibs!

  3. O que me deixa irritado é ler em alguns blogs e escutar em alguns problemas que não é grande coisa pegar o Wizards na primeira rodada pq escapamos do confronto contra o Cavs na segunda..mano na boa, que se f*** o Cavs na segunda. Tinha que jogar a vida pra ficar em terceiro e jogar contra o Bucks, onde podemos jogar na nossa segunda “casa” e teoricamente passar com maior facilidade..depois disso ir babando pra cima do Cavs.

  4. Parei de ver no segundo quarto, tive que resolver uns problemas, quando voltei no último quarto nem acreditei, que time bipolar rapaz, rssrrssrrs, tomara que o Rose não esteja estragando a harmonia, o time parecia estar encaixando, embora eu ainda ache que sem ele sonhar com titulo é impossivel.

  5. Aff Toronto ganho de Orlando..fez uma cesta de 3 que deu a vantagem de 101 a 99 e o Oladipo errou na última bola do jogo..se fosse contra a gente até deitado ele tinha feito. Lazarento.

    1. Eu acho que o Thibodeau acertou a defesa.E sacou o Hinrich da rotação.Durante a virada no 3° quarto ele jogou com Rose(Brooks)/Snell/Dunleavy/Gasol/Noah.Parece que ele notou que aquela rotação com Brooks de armador e Hinrich de SG foi horrível no 2° quarto.Ele voltou com o Hinrich no fim do 3° quarto e aí ele até ajudou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑