(17-6) Portland Trail Blazers 106 x 115 Chicago Bulls (14-8)

placar com numeros - pos jogo

Em jogo digno de MVP para D-Rose, Chicago vence Portland depois de três anos em casa, e vence a segunda seguida no United Center.

Boxscore

Pós-Jogo
Primeiro quarto começando em grande estilo, com as estrelas de ambos os times chamando o jogo para si: Derrick Rose, com 11 pontos e LaMarcus Aldridge fazendo o melhor início de jogo da carreira, com 21. Com uma produção ofensiva bem alta, os Blazers terminaram na frente, 28-24.

Com treze pontos, seis rebotes e uma assistência no segundo quarto, Nikola Mirotic comandou a virada do Bulls, com uma corrida de 24-5. Aldridge e Matthews não deixavam Chicago desgarrar no placar. Bulls na frente, 59-51 no fim do primeiro tempo.

No começo do segundo tempo, Chicago abrindo dez pontos de vantagem. Mas LaMarcus continuava imparável no ataque, passando dos trinta pontos na partida e Portland encostando no marcador. Chicago se manteve na frente até o fim do período, mas Steve Blake manteve os Blazers vivos no jogo. 82-78 Bulls.

No quarto decisivo, Aaron Brooks comanadava as ações no início, mantendo os Touros à frente. Depois, tivemos um duelo a parte entre Rose e Lillard, trocando cestas uma atrás da outra. No fim, D-Rose levou a melhor e Chicago não passou mais por dificuldades até a buzinada final.

Destaques

Portland Trail Blazers

  • LaMarcus Aldridge: 35 pts, 9 reb
  • Damian Lillard: 35 pts, 5 reb, 6 ast

Chicago Bulls

  • Derrick Rose: 31 pts, 5 ast
  • Aaron Brooks: 17 pts, 4 ast
  • Nikola Mirotic: 15 pts, 9 reb
  • Pau Gasol: 13 pts, 10 reb, 4 ast
  • Taj Gibson: 12 pts, 10 reb

Próximo jogo: @Heat – 14/12, às 21:00.

Anúncios

37 comentários em “(17-6) Portland Trail Blazers 106 x 115 Chicago Bulls (14-8)

Adicione o seu

  1. Galera, eu peço desculpas pela falta do pós-jogo aqui no blog. Eu tava entalado de provas na facul e não consegui acompanhar nenhum jogo desde então. Agora as provas acabaram e o blog terá o cuidado que merece. Grato pela compreensão.

    SEE RED!!

  2. Faltam 31 pontos para o Kobe passar o Jordan em número de pontos marcados. Kobe precisou de 18 temporadas para fazer o que o Jordan fez em 15. Sem contar que o Kobe tem 900 FG a menos que o Jordan, o que prova que ele foi beneficiado com o estilo soft de “encostou é falta”, que existe na NBA há alguns anos. Kobe tem 700 pontos a mais que o Jordan em lances livres (ambos tem 83% de aproveitamento em FT).

  3. Kobe passar o Jordan (numero de pontos) era questão de tempo pra mim ia ser la no fim da temporada mas o cara ta voando, ele é realmente um dos melhores da historia colocaria no top 15.
    Em relação ao jogo de hoje espero que seja um jogaço e que a defesa mostre o que mostrou no segundo tempo contra o Nets consequentemente sairemos com a vitoria do Bulls.

  4. Independente do q aconteça até o final da partida… Q apresentação do Aldridge, de quem sempre fui fã.

    Há uns 3 anos atrás, falava aqui nesse espaço, que ele poderia ser o “second star” que faltava no Bulls, quando muitos preferiam o Love pro lugar do então titular Boozer. Desde então mantenho o que eu dizia, jogadorzaço, saiu do Bulls, mas não continua tendo a cara desse time. Potencial absurdo, pode ser o melhor da posição, levado em consideração de prós e contras.

    Coisa do destino, ele “ter” que sair do time, pra conseguirmos indiretamente ter nosso MVP. Mas sempre me perguntei, e em dias como hoje continuo perguntando, o que poderia ser, se os dois jogassem juntos.

    GO BULLS !!!

      1. Tbm penso assim, mas eh aquelas coisas inexplicaveis q na epoca nem imaginavamos. Se ele n tivesse saido do time, dificilmente nao teriamos escalado algumas posições naquela temporada com mais algumas vitórias, e assim, não teriamos “ganho” a primeira escolha que nos trouxe o Rose.

        Depois disso, apesar de um rumor aqui outro ali, nunca calhou de combinarmos nossas disponibilidades e momentos de reorganização, com os momentos que ele “ia para o mercado”, e assim acabou ficando no se… Hoje temos Gasol, Taj e o Niko surpreendendo a cada jogo… mas quem sabe um dia.

    1. É só a quarta melhor da liga… Aldridge ganhou um artigo antes do jogo de que se ele continuar jogando o que vem jogando nos últimos 10 jogos, focando principalmente em como ele tem evoluido para contribuir com a essa eficiencia defensiva de seu time com média de mais de 11 rebotes por jogo, vão ter que considera-lo como nome possivel para MVP.

      Não é porque estamos achando jeitos de abrir essa defesa que ela não presta, muito mais mérito do jogão que faz o Bulls do que demérito do adversário.

  5. Acho que o Rose refletiu e viu que o seu jogo não é pra chutes de longa distancia já é o segundo jogo seguido que faz infiltraçoes e e chutes media distancia melhor partida dele. Um Jogão

  6. é galera, falaram mal pra caramba e até queriam troca o D-Rose, estão queimando a lingua, mais ainda é cedo pra dizer que ele esta de volta, vamos espera mais um pouco, mais que ele ta pegando ritmo de jogo e confiança para fazer as jogadas.

  7. Com o devido respeito ao quanto Gasol e Butler vem jogando, as boas surpresas que tem sido Brooks e principalmente Mirotic, mas tem um jogador em Chicago que é especial, e ele é um velho conhecido.

    Derick Rose, duvidaram até mesmo de seu caráter, da sua habilidade e ainda fica a dúvida quanto a sua saúde. Mas com 31 pontos, e um arsenal de fundamentos que parece que não tem fim, o número 1 de Chicago vai aos poucos colocando os pingos nos “is”. Mesmo sem ainda estar 100%, jogos como esse mostram o quão especial é nosso MVP, um dos melhores entre os melhores.

    Dessa forma, as chances reais de Chicago comemorar mais um titulo, passam por ele. Mesmo quando sua própria torcida ameaça duvidar, ele continua lá, indo e indo. Que a sáude e a sorte possam deixar ele continuar essa escalada, pois mais que nunca tenho a CERTEZA, de tudo que eu já vi em anos de basquete, são as únicas que podem tira-lo dessa retomada a um lugar que ele nunca deveria ter saído.

    E que a torcida, ainda que se entenda sua apreensão, possa ir mais junto do que contra, achando a cada semana um novo ponto, uma nova insegurança a se levantar, perceba como é infantiloide se quer aventar uma “troca” envolvendo ele nesse momento, que possa mais torcer do que secar sem perceber, e que possa curtir mais, após esses dificeis anos, entendendo como é dificil TAMBÉM E ATÉ MAIS, para ele, todo esse processo depois do tempo parado. Afinal, mais do que ninguém, D Rose merece, tanto quanto voltar a elite, ter a torcida do seu lado, vibrando a cada jogada de seu MVP.

    NEVER FORGET THE ROAR!!!

    1. Pois é.. só espero que alguns torcedores não venham com comentários absurdos e desesperados pensando em trocas pelo Rose… foda… ja cheguei a ouvir que Rondon seria melhor pro bulls……. De diferente na liga são poucos e Rose é um deles. Vale muito a pena ter paciência com ele.. Surreal sonhar em título sem ele.

  8. Foi uma baita partida de se assistir, teve até o Barack Obama fazendo uma análise do time e dizendo que o bulls tem chance de ser campeão se o Rose jogar a nível de all star. E por falar em Rose, partidassa dele, não forçou muito arremessos de fora, só que ao mesmo tempo ele não tem jogado como no passado. Da pra perceber que ele tá mais inteligente, buscando mais os companheiros e não tem mais aquele estilo de infiltrar a qualquer preço, o que custou a ele duas lesões graves. Acho que ele conseguiu encontrar esse meio termo no jogo de ontem, não forçando arremessos de longe, mas buscando floaters e infiltrando quando há uma brecha mais clara e com menos risco. Tomara que ele se mantenha assim, pois o risco de lesão é bem menor e ao mesmo tempo ele consegue ser muito produtivo nesse jogo. Fora o fator clutch dele né, quando o time precisou ele foi lá e fez as cestas que precisava.

    Niko é outro que vem jogando muito bem, volta e meia comete algumas calourisses mas no aspecto defensivo ele é bem melhor do que imaginávamos. Ontem no começo do jogo o Aldridge pontuou bastante em cima dele, só que acho que foi muito mais mérito do Aldridge do que demérito do Niko, pois em vários lances dava pra ver que ele tava em cima do Aldridge na marcação. Se continuar com essa consistencia, são maiores as chances do Gibson ser trocado pra fortalecer a backcourt e eu torço pra que isso aconteça. Agora o time precisa se manter inteiro e com melhor entrosamento e os ajustes do TT, voltar a ter uma defesa top

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑