(4-3) Chicago Bulls 96 x 80 Toronto Raptors (4-6)

placar com números

O Chicago Bulls mesmo sem Derrick Rose mas com um jogo coletivo muito bom venceu o Toronto Raptors, chega a sua quarta vitória em 7 jogos e está em terceiro na conferência leste.

BoxScore 

RESUMO

O Chicago Bulls começou o jogo com a ausência de Derrick Rose, ele parece ter se recuperado mas a diretoria decidiram poupa-lo para esse jogo, para substitui-lo Kirk Hinrich começou como titular, mas mesmo sem o seu armador principal o time de Chicago iniciou muito bem na partida e logo nos primeiro minutos começou a abrir uma vantagem e até o final do primeiro quarto já vencia por mais de 10 pontos, Bulls 27, Raptors 16.

No segundo quarto o Bulls continuava mostrando força e liderava o jogo, ampliando a diferença no placar, na metade do período o Bulls vencia por quase 20 pontos. Na metade final antes da saída para o intervalo o Bulls diminuiu o ritmo e o Raptors também diminuiu a diferença para 13 pontos. No ultimo lance Kirk Hinrich tentou um arremesso no ultimo segundo e sofreu uma falta mas a dúvida era se o tempo já tinha estourado ou não, e após os árbitros verem e reverem deram a falta que resultou em apenas 1 ponto a mais para o Bulls e o placar na saída do intervalo era de Bulls 45, Raptors 31.

No terceiro quarto o Bulls começou bem e trouxe a diferença no placar para 20 pontos, o Bulls melhorou sua pontaria na marca de 3 pontos, e continuava a aumentar a vantagem que chegava aos 25 pontos, obrigando o Raptors a pedir tempo. Nesse quarto tanto o Bulls quanto o Raptors tiveram alguns momentos de superioridade mas não o suficiente para mudar o jogo, e no final do período o placar era de Bulls 74, Raptors 54.

No ultimo quarto o Raptors tentava de todas as formas se recuperar e diminuir a diferença e DeRozan estava dando trabalho para o time do Bulls só nesse quarto já tinha feito 9 pontos em menos de 4 minutos e no total já tinha 33 pontos, o Bulls não podia deixar o Raptors gostar do jogo. Com o Raptors correndo atrás o jogo ficou muito corrido DeRozan parecia determinado a vencer, mas o Bulls com pontos simples e importantes continuava com uma boa vantagem. Com duas bolas de 3 de Jimmy Butler e Luol Deng, o Bulls neutralizou qualquer reação que o Raptors poderia ter, e restando pouco mais de 1 minutos o Bulls vencia por 20 pontos. A partir disso só foi esperar o jogo acabar e o Bulls anotar sua quarta vitória na temporada, o placar final foi de Bulls 96, Raptors 80.

ESCALAÇÕES

Chicago Bulls

  1. Kirk Hinrich
  2. Jimmy Butler
  3. Luol Deng
  4. Carlos Boozer
  5. Joakim Noah

Toronto Raptors

  1. Kyle Lowry
  2. Demar Derozan
  3. Rudy Gay
  4. Amir Johnson
  5. Jonas Valanciunas

DESTAQUES

Chicago Bulls

  • Luol Deng: 19 pontos, 9 rebotes e 3 assistências;
  • Joakim Noah: 18 pontos, 9 rebotes e 3 assistências;
  • Carlos Boozer: 14 pontos, 8 rebotes e 6 assistências;
  • Jimmy Butler: 14 pontos, 7 rebotes e 2 assistências;
  • Kirk Hinrich: 12 pontos, 3 rebotes, 4 assistências e 2 roubos;

Toronto Raptors

  • Demar Derozan: 37 pontos, 1 rebotes e 1 assistência;
  • Rudy Gay: 20 pontos, 9 rebotes e 1 assistência;
Anúncios

17 Respostas para “(4-3) Chicago Bulls 96 x 80 Toronto Raptors (4-6)

  1. Pelo que tenho lido no chicago sun times, Rose nao deve jogar hj, ele diz estar totalmente apto, mas a diretoria quer vetar, como fizeram no rio.

  2. Também no sun times Rose e Taj elogiaram D+ Jabari Parker, fizeram um lobby violento, coisa que nunca vi o rose fazer, sera que com escolha do bob cats rola de pegar uma 2 escolha ano que vem?

    • Será que a escolha é boa o suficiente para isso/?

      • Cara esses dois, Jabari Parker e Andrew Wiggins, pelo que falam, pelos números e vendo oque eles fazem jogando, segue os mesmos passos de Jordan e LBJ antes de entrar na nba. Wiggins apresenta ate alguns números melhores que do LBJ na universidade.

    • Ano que vem Bobcats finalmente volta a ser Hornets 😀

      A única maneira do Bulls conseguir uma pick top 10 ano que vem é via trade, o que eu acho improvavel, ainda mais nesse draft tão esperado.. agora que o Bobcats esta começando a ficar bacana, não vão simplesmente trocar uma boa pick, né? Eu sinceramente acho que o Bulls vai dançar com essa pick desprotegida em 2016 com o Bobcats chegando aos playoffs.. rsrs

      Mas… se o Bulls continuar do jeito que esta, da pra conseguir até um top 15 com as próprias forças no próximo ano.. rsrs

      • Hauahaahua rapaz podiam renovar com o Deng e trocar ele pela pick 2, problema é alguém aceitar. Jabari Parker no Bulls ia ser massa.

        • Levando em consideração que a diretoria não quis renovar com o dengoso, um sign and trade até que não é nenhum absurdo, mas acho dificil pegar top 5 pra baixo, e arriscaria dizer que nem um top 10 rolaria..

          Acho que vai rolar igual aconteceu com Ben Gordon.. obrigado pelos serviços prestados, adeus.. rsrs

          Mas, como não temos um star recrutador, e uma diretoria que não sabe convencer estrelas a aguentarem o frio de Chicago (é.. foi uma desculpa esfarrapada do Howard), acho que iremos renovar com o Deng por mais de 10 milhões por uns 4 ou 5 anos..

          A chance do Bulls assinar com um star, só se o cara for nativo da Groelândia, Sibéria, Alasca, e por ai vai..

          • mas aí faz que nem fez com Ben Gordon, e nós contratamos quem depois??? pois Tanto Gordon quanto Deng vieram via draft, nós não temos time ruim pra pegar escolha top nos drafts, eu concordo com TT, não dá para ser campeão sem o Deng.

  3. joguinho bom para perder… Ainda mais sem o Rose.

  4. Essa história de Butler jogar na 3 e trocar o Deng em um SG bom, pra mim isso não dá certo.

    Butler ainda tem muito tempo pra ser titular absoluto do time, poderiam pegar um SG bom e ficar com o Deng, tipo um Eric Gordon.
    E depois se desfazer do Boozer(com dor no coração), mas é isso se quiser pegar um Kevin Love ou Aldridge.

  5. ei gente ta passando em q canal ?

  6. Não pude pegar o jogo ao vivo, mas assistirei agora 😀

    Estou vendo que o capitão jogou 40 minutos!! Isso é um péssimo sinal em relação ao Teague, principalmente em um jogo que o time aparantemente dominou o tempo todo..

    Snell 1 minuto.. Murphy 1 minuto..

    Vamos nos quebrar na temporada de novo e chegar acabados nos playoffs?

    Enfim.. só sei que o dengoso esta bem agressivo nessa temporada.. esta parecendo aquele Deng extremamente promissor de 2005.. contrato acabando a coisa aperta, né? rsrs

  7. Os Knicks levaram os jogos 1 e 3, e o Heat os jogos 2 e 4, exatamente o oposto do ano anterior. Pelo terceiro ano consecutivo, houve um jogodo decisivo em Miami. O Heat levou todo o último quarto e parecia estar próximo de vingar a derrota do ano anterior, mas os Knicks conseguiram a dfeirença para um ponto. Com apenas alguns segundos restantes de jogo, Terry Porter tinha Latrell Sprewell preso na linha de base e Miami estava à beira de escapar por pouco. Porter levou um toco e a bola ficou fora de jogom mas os árbitros declararam que a possa era dos Knicks. Depois de Porter ter o jogo na mão, agora New York tinha uma chance de tentar a vitória. Os Knicks conseguiram realizar a jogada e fazer os pontos, entrando para história da NBA por ser o segundo time a bater o 1° colocado na Conferência depois de ter se classificado em 8°.

  8. respectivamente, ajudou a trazer o Heat de volta de um déficit de 0-2 para liderar a série em 3 jogos a 2. No jogo 3 Wade empatou sua maior marca em playoffs com 42 pontos, além de 13 rebotes. 15 de seus 42 pontos vieram no quarto periodo, em que o Heat tirou uma desvantagem de 13 pontos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s