Playoffs Semifinais Jogo 3: (2-1) Miami Heat 104 vs 94 Chicago Bulls (1-2)

placar com números

 

O Chicago Bulls jogou bem, fez um ótimo trabalho coletivo, jogou de igual para igual com Miami Heat mas não conseguiu levar a vitória. Com grandes atuações de James, Bosh e o reserva Cole o Heat vence o jogo 3 e abre 2 a 1 na serie.

BoxScore

RESUMO

O Chicago Bulls começou o jogo muito bem com uma forte marcação e com boas jogadas o Bulls abriu 7 a 0 nos primeiro minutos. Apos isso o Heat se recuperou no jogo e empatou em 8 a 8. O jogo ficou bem equilibrado sem maiores diferenças no placar, os touros junto com Nate Robinson chamavam a torcida para o jogo com duas enterradas de Boozer e Noah. A raça que o Bulls demonstrava era incrível brigava por cada rebote a vontade era tanta que Joakim Noah empurrou Chris Anderson e recebeu uma falta técnica. No final do primeiro quarto o placar de 25 a 25.

O segundo quarto continuou no mesmo ritmo, o Bulls acertou duas bolas seguidas na marca de 3 pontos, o jogo já estava duro e disputado até que passou dos limites com uma confusão entre Lebron James e Nazr Mohammed, James levou uma falta técnica enquanto Mohammed foi expulso. Após tudo isso Marco Belinelli voltou a converter mais uma bola de 3, assim o Bulls vencia por 6 pontos de vantagem. O jogo finalmente ficou mais calmo mas o Bulls diminui o ritmo e permitiu o empate novamente. Na saída para o intervalo o placar era de Heat 52, Bulls 50.

No terceiro quarto, a disputa seguiu equilibrada. Os Bulls levaram a melhor repetindo a vantagem de dois pontos do Heat, fazendo 20 a 18. Dwyane Wade marcou seis pontos na etapa, pelo Miami. LeBron fez cinco. Jimmy Butler fez o mesmo, pelo Chicago, e placar era de Heat 70, Bulls 70.

No ultimo quarto o Bulls trabalhava para tirar a pequena vantagem do Heat, seria mais um grande final de jogo. Na metade do quarto período a diferença era de apenas 3 pontos. Com 2 seguidas de 3 pontos o Heat aumentou a vantagem para 8 pontos, tudo isso restando menos de 2 minutos para o fim. O Bulls até tentou no final mas não conseguiu tirar a diferença mas não havia mais tempo nem esperanças e o Heat venceu por 10 pontos 104 a 94.

 ESCALAÇÕES

Miami Heat

  1. Mario Chalmers
  2. Dwyane Wade
  3. Lebron James
  4. Udonis Haslem
  5. Chris Bosh

Chicago Bulls

  1. Nate Robinson
  2. Marco Belinelli
  3. Jimmy Butler
  4. Carlos Boozer
  5. Joakim Noah

DESTAQUES

Miami Heat

  • Lebron James: 25 pontos, 8 rebotes, 7 assistências e 2 roubos;
  • Chris Bosh: 20 pontos, 19 rebotes, 4 assistências e 2 tocos;
  • Norris Cole: 18 pontos, 2 rebotes e 1 assistência;
  • Dwyane Wade: 10 pontos, 4 rebotes e 5 assistências;

Chicago Bulls

  • Carlos Boozer: 21 pontos e 4 rebotes;
  • Nate Robinson: 17 pontos, 6 rebotes, 7 assistências e 2 roubos;
  • Jimmy Butler: 17 pontos, 5 rebotes, 3 assistências e 3 roubos;
  • Marco Belinelli: 16 pontos, 3 rebotes e 6 assistências;
  • J. Noah: 15 pontos, 11 rebotes, 4 assistências, 2 roubos e 2 tocos;

 

Anúncios

20 comentários em “Playoffs Semifinais Jogo 3: (2-1) Miami Heat 104 vs 94 Chicago Bulls (1-2)

Adicione o seu

  1. SBom torcedores do bulls como eu o resultado de ontem não foi o que esperávamos más eu vejo este time jogando do que eu vejo e muita vontade e raça dos jogadores olha com um time remendado cheio de prob

  2. Bom continuando que orgulho caramba eu peguei a era Jordan o único título que eu não vi foi contra o lakers o resto vi todos e esse time atual não me deu aquela emoção de campeão mas me deu emoção pela vontade mesmo sabendo que do outro lado tem um Miami com alguns talentos indivisuais este time luta até o fim contrã o time do Miami contra os juízes contra as contusões contra a midia valeu chicagobulls pela emoção que vcs jogadores nos deRAM e obrigado especial ao nosso maior lutador Mohamed ali eu queria ser vc naquela hora o ali e brincadeira valeu bulls

  3. A e mais uma me desculpem os erros de português e para não deixar passar em branco não posso deixar de falar da enterrada do bellineli até aquilo eu achei da hora me lembrei de um filme um pouco antigo não sei se alguns de vcs já viram homens brancos não sabem enterrar se eu não estou enganado e com wesley Snipes kkkkkkkkkkkkk valeu e até a proxima

  4. muita gente lá nos EUA estão falando que o bulls tá jogando muito físico,mas porra isso é playoffs,eles não falam que a juizada da aquela “ajudinha” em certas jogadas por lado do heat e na moral que mídia puxa saco os mesmos lances que eles mostram o próprio heat faz coisa igual ou pior.

  5. Vamos para o jogo 4, a série ainda não acabou, a única coisa que me conforma neste latrocínio (nos rouba para depois nos matar) é que em todos os jogos que este time entrar, ele estará com sangue nos olhos… e se o Heat der uma bobeira, nós vamos aproveitar!!!! SEEEEEEEEEE REEEEEEEEEEEDDDDDDDDDDDDDDDDD!!!!!!!!!!!!!

  6. Nada contra o Bulls continuar a levar a série no emocional, mas não precisa ser tão emocional assim também. Existe uma grande diferença entre jogar com o coração e perder a cabeça.

    Apesar do ator james ter dado um flop nervoso no lance, o Mohammed não tinha nada que ter empurrado ele. Os refs ja haviam dado técnica a nosso favor.

    Noah empurrando o passarinho no chão foi de doer também. Vi gente falando que ele estava em cima do Nate e tal, mas não tinha nada demais no lance. Ele inclusive já estava se levantando, ai chega o Noah, que esta me saindo um belo de um esquentadinho, e empurra ele.

    Sem contar técnicas do Nate, Gibson, Belinelli.. se não me engano o Cook levou uma no jogo 2 também.

    Vejam só a quantidade de pontos que estamos entregando de graça por causa de técnicas.

    Esses pontos fazem uma diferença brutal no final do jogo.

    O Heat é quem deveria estar sob pressão e descontrolado, ainda mais depois de perderem a primeira partida. O jogo psicológico se inverteu, por isso eles venceram as duas ultimas partidas. E se o time continuar com a cabeça quente, a série termina daqui dois jogos. O que seria uma pena, pois apesar de tantos problemas, nós já mostramos que podemos lutar na série, e que eles tem dificuldades de jogar contra o Bulls. E ja mostramos também, que quando os refs são neutros, o bicho pega para o lado deles.

    Por favor time, jogo fisico com inteligência, e não essa palhaçada.

    1. Concordo que nosso time perdeu a cabeça no último jogo, e se realmente as técnicas não tivessem acontecido, estaríamos pelo menos empatado nos minutos finais do jogo, e com certeza a história poderia ter sido outra. Porém…
      Quando temos que nos defrontar com uma arbitragem safada como essa, é muito difícil manter a cabeça no lugar… você vê claramente dois pesos e duas medidas, o que não aconteceu no jogo 1. Nosso jogo físico tem sido limpo na medida do possível, tirando uns tapas mais desproporcionais aqui e ali, que tb acontecem por parte de Miami… Agora, você ser prejudicado no início do embate, pendurando seu melhor marcador, e depois dando faltinhas inexistentes, é de deixar o cara fumegando mesmo…

      1. Entendo a frustração de lhe passarem a mão enquanto você esta se esforçando. Mas isso está visivelmente prejudicando nosso jogo.

        E o time não perdeu a cabeça apenas no terceiro jogo, no segundo foi lamentável também.

        Justamente, nas duas vitórias do Heat. E isso não é coincidência. O psicológico afetado, ajudou e muito o Heat a vencer essas partidas.

        Ou o time põe a cabeça no lugar, e se conscientiza que tem que enfrentar não só o Heat, como também os refs, a nossa torcida defunta, a cueca melada do Rose, tudo, todos, ou então é melhor nem tentar, pois a situação é essa.

        1. é indiscutível que algumas tecnicas estao sendo ridiculas (como aquela por comemoração do nate). Mas outras estão sendo bem aplicadas. E o Nazr foi mtoooo infantil no lance com o Lebron. Qdo finalmente aplicam tecnica neles o cara me faz uma burrada daquelas. Por sinal, ele não joga (apenas modo de dizer!) hj não ne??

  7. Vídeo análise, que mostra o péssimo trabalho dos refs no jogo 3. Erraram para os dois lados, porém, nos momentos decisivos, o Heat foi beneficiado brutalmente em vários lances, e isso foi o que fez a diferença no jogo.

    1. Depois dessa, agora posso afirmar que o James é uma baita enganação. Como a liga (dificilmente) não fará nada a respeito, cabe a nós mudarmos o rumo das coisas, fazendo como o Michael faria contra times assim (Bad Boys, Knicks de Ewing e Pacers do Miller): responde as brigas na bola, que eles afinam. Se já conseguimos fazer isso, pq não continuar assim?

      E mais, deveriam mandar os currículos do James, Bosh e Battier para a rede Globo ou pra rede Record. Eles atuam muito bem.

      1. pior de todos pra mim é o Bosh. O cara sempre arma uma e a juizada cai. Quem não se lembra qdo ele caiu com o vento saindo do cotovelo do jogador do Bulls na decisão de 2 anos atrás???

        ridiculo!! e no jogo 3 ele de novo dá uma simulada absurda …

  8. se perdermos ou ganharmos eu vou continuar tendo orgulho deste time de guerreiros,herois e lutadores,se cairmos cairemos de pé,vamos continuar apoiando e acreditando nesse time até o fim

  9. Olha ae..nao eh soh eu que acho isso galera…palavras de Fabio Sormani: “…essa insistência com Taj Gibson, um jogador limitado ofensivamente, em detrimento de Carlos Boozer, é outro dos erros do treinador. Booz que terminou a partida com 21 pontos e foi o cestinha do time.”.
    Mesmo com ridiculos 29min!
    Esse Thibs eh muito retranqueiro e limitado!soh sabe armad defesa!soh pensa nisso!

  10. Galera vi, isso em um comentário de um Colunista do CBS,alguem concorda?

    Eu tenho vergonha do Derrick Rose.

    Não, a frase não é minha, mas bem que poderia ser. Li o texto de um colunista da CBS que achei simplesmente sensacional. Ele me atentou a um fato gritante: como Derrick Rose consegue se olhar no espelho?

    Paremos para pensar no estado físico do time de Chicago. Nate Robinson, por exemplo, que outro dia foi gorfar no pedido de tempo, jogando com pontos na boca. Joakim Noah jogando quarenta minutos por jogo com uma inflamação no pé cujo único tratamento é o repouso. Taj Gibson, que tá jogando doente desde o fim da série anterior. Por fim, Luol Deng, o cara que tá internado com suspeita de miningite, que outro dia tava lá tirando líquido da espinha dorsal e mandando tweets falando que, caso os médicos liberassem, ele ia pro jogo. Os médicos, claro, não liberaram.

    E daí vem o Derrick Rose, cara que tá treinando há mais de 2 meses num ritmo normal. Os críticos que têm ido aos treinos, aliás, dizem que ele é de longe o cara mais dominante nos treinos. O cara que operou o joelho há doze meses e que nunca mais voltou às quadras. Como esse cara consegue olhar na cara do resto do time? Como que ele consegue ser o melhor no treino e, na hora do jogo, colocar um terno e sentar no banco? Como ele consegue ver um cara tirando líquido da espinha falar que quer voltar pro jogo e achar que é normal o que ele tá fazendo.

    Qual é a desculpa? Que ele põe o dinheiro acima de tudo? Ou que ele tem medo do que uma outra lesão poderia causar? Afinal, ele tem só 24 anos. O cara tem contrato fechado até 2017 com os Bulls, o cara tem um contrato vitalício com a Adidas. O cara tá pronto e o cara não volta e eu tenho vergonha dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑